Ana Fialho:
O trabalho ideal para A.P. era fazer uma pesquisa e reconstituição histórica da primeira parte do séc. XX (os hábitos e os costumes, a arquitectura da época) e recriar isto em reportagem.
Espero que o produto final do trabalho seja e fique de acordo com as nossas expectativas. O mais difícil será (para mim) a construção e o arranque do projecto que é sempre o que custa mais. Em parte, dentro do grupo há muitas ideias contrárias, e não aceitam alguns comentários, o que é muito importante saber aceitar o que os outros nos dizem.
_____________________________________________________________________________
Ângela Costa:
O trabalho ideal para ser realizado em Área de Projecto, seria a realização de uma assemblage que englobasse vários tipos de artes, como por exemplo, juntar as artes do espectáculo com as artes decorativas ou então escultura com a pintura, misturas inesperadas que surpreendessem e que evocassem a atenção dos observadores.
Penso que o tema escolhido poderá ser bem trabalhado e explorado, está mais ou menos dentro do meu trabalho ideal.
Pelos esboços que realizei até à data, penso, e espero, que o projecto irá decorrer como o planeado e com todos os meios necessários para construi-lo.
Os problemas essenciais que iremos enfrentar serão essencialmente, arranjar o mobiliário ideal característico de cada época e também captar a atenção dos observadores tornando o nosso trabalho evidente e alvo de conversa pela comunidade escolar.
Os aspectos positivos do trabalho, são essencialmente a criação de algo de novo e que transmita ao observador as mudanças entre gerações diferentes, mas ao mesmo tempo não tão diferentes assim.
_____________________________________________________________________________
Marta Moura:
Se eu tivesse que fazer um trabalho ideal para área de projecto seria sobre o racismo. O objectivo deste trabalho seria sensibilizar as pessoas para não julgarem os outros pela sua raça, nem pela sua cor.
Porque por dentro somos todos iguais apesar de por fora sermos todos diferentes.
Pois, na verdade, o que realmente importa nas piores e melhores alturas da vida é estarmos todos unidos apoiando-nos incondicionalmente independentemente da raça ou da cor, tornando este mundo um mundo melhor.
Na minha opinião o nosso tema, através de várias formas de comparar o passado com o presente a nível de união social, seja através de objectos ou de outros suportes, vamos sensibilizar as pessoas a reflectir, a unirem se mais e a tomarem uma atitude mais interventiva no dia-a-dia.
Os aspectos negativos, as pessoas ao verem o objecto ao quaisquer outros suportes que vamos apresentar neste trabalho como forma de transmitir a nossa mensagem, podem não perceber exactamente o que nos lhes pretendemos transmitir.
Os aspectos positivos, as pessoas ao captarem a mensagem que lhes pretendemos transmitir caem em si e começam a pensar nos prós que ganhariam nas suas vidas se tivessem uma atitude mais interventiva no seu dia-a-dia. Transformando assim a mentalidade escolar não tão comodista mais interventiva de forma a não se incomodarem tanto quando confrontados com um obstáculo terem uma atitudes mais interventiva lutando para destruir esse obstáculo.
____________________________________________________________________________
Raquel Salomão:
O meu trabalho ideal em A.P seria um trabalho interventivo, e que “chocasse” as pessoas, na medida em que ficariam sensibilizadas para a sua atitude na sociedade. O facto de não se interessarem e deixarem os outros decidir por eles.
O trabalho consistiria em mensagens e imagens dispostas em vários locais da escola. Fazendo assim que as pessoas pensassem sobre o assunto e fazer um “click” para começarem a pensar e agir.
Gostava de fazer este trabalho pois acho que a sociedade actual ainda é muito “cega” e deixa-se ir facilmente pelos outros.
Em relação as expectativas que tenho no trabalho de grupo, são positivas, acho que o resultado final resultará bem. Ainda temos uns problemas de comunicação entre os elementos do grupo, pois há elementos que não estão a conseguir integrar-se, e um que não se encontra presente, e isso obviamente prejudica a prestação do grupo.

About these ads