Contextualização histórica da época
i. A implantação da República ocorreu de 3 a 4 de Outubro de 1910, em Lisboa, pois os membros dos do Partido Republicano derrubaram o que sobrava da monarquia e com isso o Rei foi obrigado a partir para o exílio.

ii. A 5 de Outubro de 1910, deu-se a Implantação da República que no qual foi constituída por um Governo provisório chefiado por Teófilo Braga.

iii. Um anos depois, 1911, foi eleita a Assembleia Nacional Constituinte, que elege Manuel Arriaga como o primeiro Presidente da República.


Constituintes de 1911 e os seus Deputados. Obra compilada por um antigo oficial da Secretaria do Parlamento, Lisboa, Livraria Ferreira, 1911, p.381.

iv. Contudo, a revolução foi proclamada por todo o povo antes ainda de decidida a última acção, ou se saber quem alcançaria a vitória; e, desde esse momento, a notícia transmitida para todas as cidades e terras de Portugal, a adesão unânime à República foi verdadeiramente um plebiscito de espontaneidade e entusiasmo, entrando logo a vida portuguesa em normalidade. Mantiveram-se os valores do Estado, o comércio abriu as suas portas, e a República era consagrada com cantares e alegrias, porque se respirava um ar oxigenado e livre.

Pesquisa:

http://5outubro.centenariorepublica.pt/index.php
Livro – Diário da História de Portugal, de José Hermano Saraiva e Maria Luísa Guerra, (Selecções).

Imagens retiradas – http://www.google.pt (Implantação da Républica)
Imagens dos Objectos – http://www.youtube.com – noite sangrenta